Disseram que ela não andaria mais



Nadya conta o seu testemunho com muita emoção. Certa noite, Nadya saiu de casa com aquela impressão de que não deveria sair, que deveria ficar em casa. Mas como estava uma noite agradável e ela queria se divertir com amigos, ela se benzeu e saiu.

Nesta noite, o motorista do carro dormiu ao volante, bateu em uma árvore e Nadya, que estava no banco do passageiro sem cinto de segurança, bateu a cabeça do teto com muita força, fraturando sua coluna.

Ela acordou e percebeu que algo muito grave acontecia, as pessoas ao redor diziam:



“Nadya, acorda! Você precisa acordar”.

Ela sentia uma dor muito forte nas suas costas, e desde aquele momento já começou a pedir pela intercessão de Deus e pedir o seu socorro. Após chegar ao hospital e fazer diversos exames foi constatado: uma explosão da vértebra “L1”, com fragmentos de ossos espetados na medula e a fratura da vértebra “L3”, ambas da coluna lombar .

Os médicos foram sinceros e consideraram que Nadya não voltaria mais a andar. Ela se recusou a acreditar, pois apesar do diagnóstico dos médicos ela afirmava sentir os pés. O técnico da tomografia dizia que era impossível alguém com a medula naquele estado estar sentindo qualquer coisa da cintura para baixo, mas Nadya jamais desistiu.



Era preciso tentar restaurar a coluna de Nadya e ela foi submetida à primeira cirurgia de alto risco. Após a cirurgia de 8 horas, Nadya pegou uma infecção grave, uma bactéria resistente à antibióticos estava em seu sangue, e os médicos deram a Nadya apenas mais 8 horas de vida. Mas ela não desistiu do seu milagre. Mesmo diante do desespero e choro das pessoas ao seu redor, ela triplicou as orações e clamou pelo sobrenatural de Deus.

Em certo momento, o Espírito Santo revelou a Nadya que Deus tinha planos para a sua existência e que ela não morreria. Então Nadya sentiu uma paz muito grande e se sentia preparada para enfrentar o que quer que fosse.

Foi então que mais um obstáculo foi encontrado: uma osteomielite, ou seja, uma infecção gravíssima nos ossos, que a medicina ainda não tem cura. Também foram constatados que os tecidos em volta das vértebras e quadril estavam necrosados e cheiravam mal. Nadya apegou à palavra de Filipenses 4:13 – “Tudo posso naquele que me fortalece”, contra tudo e contra todos.



Nadya foi submetida a mais duas cirurgias de alto risco, e depois precisaria fazer alguns meses de fisioterapia para reaprender a sentar e andar. “Para honra e glória do Senhor, não precisei fazer fisioterapia. Ao me levantar da cama, o sobrenatural de Deus revigorou meus músculos das pernas e eu sai andando pelos corredores.

Todos ficaram perplexos, principalmente o fisioterapeuta, pois, segundo ele, eu levaria de três a quatro meses para caminhar perfeitamente.”. Depois deste episódio, Nadya precisou ainda sofrer mais 2 cirurgias para a cura da osteomielite e retirada dos pinos colocados em sua coluna, o que a causava muitas dores na coluna.

“Os metais foram retirados da minha coluna com êxito de modo sobrenatural e comecei a melhorar dia após dia. Para surpresa dos médicos, após cinco anos eu recebi alta médica. Fiquei curada da osteomielite.”

Hoje Nadya está curada. Anda perfeitamente e tem boa saúde. Ela agradece a Deus pelos seu milagre, pois ela nunca deixou de acreditar mesmo quando os médicos a condenavam à morte ou à paralisia. Nadya alcançou o seu milagre.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + quatro =