Fale Com Sabedoria

 

“Se alguém não tropeça no falar, tal homem é perfeito…”.

Um dos hábitos que mais destrói relacionamentos é a maneira de falar. Quando menos se percebe, a confusão está formada. Alguns, defendem-se, alegando ser este seu modo de ser, ou são os outros que os interpretam mal. Todavia, se ultimamente, tem usado palavras duras, com duplo sentido, ironia, ou agressão verbal, acabará se tornando uma pessoa solitária. Pode até ser que, antes, só ouvisse outras pessoas exercendo este costume, porém, se passou à prática é porque falar mal é hábito fácil de se aprender e desenvolve-se sem ser notado.

Se este for o seu problema, precisa parar de falar de modo agressivo, acusando aos outros para se explicar ou até encobrir seus erros. Deus dá aos seus filhos um conselho a respeito disso: “Quem quiser amar a vida e ver dias felizes, guarde a sua língua do mal e os seus lábios da falsidade” (1 Pe 3.10).

Se Deus estiver morando em você e não somente ao seu lado, terá condições para dominar a língua. Você conhece seu jeito de ser e de pensar; sabe que precisa de controle para dominar seu impulso de dizer coisas desagradáveis. Vai precisar mais do que disciplina para dominar a língua. Só o amor e o poder de Deus é que podem efetuar mudanças tão profundas.

Ninguém pode amar a vida se não vivê-la em paz, nem pode ter dias felizes se não tiver comunhão com o Autor da vida e Seus filhos. As mudanças significativas só acontecerão quando viver este princípio mudando seu modo de pensar e de falar. Jesus tem interesse nestas mudanças. Você deseja isto?

A língua não é neutra – é uma bênção ou uma maldição. Você decide!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + quatro =